Publicado por: Agnès | Julho 19, 2011

Descobrindo

Entre mudanças várias, tenho vindo a descobrir o Baixo Alentejo. Além dos campos de girassóis a perder de vista que ladeiam as estradas e que agora já vão perdendo o viço, a comida tem sido uma das melhores descobertas.

Dos últimos meses destacam-se:

– a mais frequente, presença semanal à mesa. A mesma senhora que faz “o melhor pão que já alguma vez comi” também, todas as quintas-feiras, o que por cá chamam bolos de massa de pão. Pois, dito assim não parece apetitoso. É a massa de pão branco normal (este pão não tem nada de normal, roça mais o extraordinário) com um bocadinho de açúcar amarelo, azeite e canela. Pois, assim também não parece brilhante. Mas garanto que é! Então cortados ao meio e barrados com manteiga enquanto ainda estão quentinhos…

– a descoberta do mês. Num café no centro de Ourique (o café chama-se Coração da Vila) seguimos um boato que nos garantia encontrarem-se rissóis de leitão em forma do mesmo. E o boato, que seguíamos com cepticismo, confirma-se. Rissóis de leitão deliciosos com um formato engraçado.

– last but not least, na semana passada no final de uma refeição maravilhosa provei o melhor pão de rala que já comi. Carregado de chila e fios de ovos como se quer. Foi no Restaurante Castro, em Castro Verde. É babar para a foto, sefáxavor.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: